Início

Dia Nacional da Alfabetização

1 Comentário

alfabetiza%C3%A7%C3%A3o12Comemoramos, no dia 14 de novembro, o Dia Nacional da Alfabetização. Essa importante data nos faz relembrar quão importante é a Educação para o nosso Brasil. O dia 14 de novembro foi escolhido por ser a mesma data de criação do antigo Ministério da Educação e Saúde Pública, em que uma das metas era promover o ensino primário e combater o analfabetismo no país. Ainda no ano de 1988, no art. 205 da Constituição Federal, foram retratados os direitos dos cidadãos brasileiros em relação ao acesso à Educação: “A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.” Saber ler e escrever, além de ser muito legal, é fundamental para o desenvolvimento do ser humano e, consequentemente, para o desenvolvimento do nosso país.

Fonte: Portal Educar Brasil

Anúncios

Homenagem aos Professores – Escola Ulmerindo Machado (2013)

Deixe um comentário

Educadoras recebendo o presente do Dia dos Professores. Um ótimo livro. Os professores devem estar em busca de conhecimento diariamente, e nada como um bom livro de Oliva Roani, para refletirem.

Educadoras recebendo o presente do Dia dos Professores. Um ótimo livro. Os professores devem estar em busca de conhecimento diariamente, e nada como um bom livro de Oliva Roani, para refletirem.

Construção de barco com a turma da pré-escola, para apresentação no dia dos professores.

Construção de barco com a turma da pré-escola, para apresentação no dia dos professores.

Jantar de comemoração das professoras da Escola Ulmerindo Machado, com relação ao Dia do Professor.

Jantar de comemoração das professoras da Escola Ulmerindo Machado, com relação ao Dia do Professor.

Conhecendo alguns fatos da história referente aos professores:

 

Leon Tolstoi, autor de “Guerra e Paz”, escreveu cartilhas de alfabetização para crianças e camponeses russos. Foi por causa de suas preocupações sociais que abriu, em 1859, uma escola em sua propriedade rural para os filhos dos servos. Além disso, produziu cartilhas de alfabetização que fizeram grande sucesso na Rússia.

Dia do Professor, como surgiu?

Deixe um comentário

dia-do-professor

Histórias do surgimento da data comemorativa

Dia 15 de outubro comemora-se o Dia do Professor, em todo o Brasil. Mas você sabe qual o motivo da comemoração nesta data específica? A resposta vem do Brasil Imperial. No dia 15 de outubro de 1827 (dia consagrado à educadora Santa Teresa de Ávila), Pedro I, Imperador do Brasil baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil. Pelo decreto, “todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras”. Esse decreto falava basicamente da descentralização do ensino, do salário dos professores, das matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até sobre como os professores deveriam ser contratados.   

A primeira contribuição da Lei de 15 de outubro de 1827 foi a de determinar, no seu artigo 1º, que as Escolas de Primeiras Letras (hoje, ensino fundamental) deveriam ensinar, para os meninos, a leitura, a escrita, as quatro operações de cálculo e as noções mais gerais de geometria prática. Às meninas, sem qualquer embasamento pedagógico, estavam excluídas as noções de geometria. Aprenderiam, sim, as prendas (costurar, bordar, cozinhar etc) para a economia doméstica.

Cento e vinte anos depois do decreto, em 1947, um professor paulista teve a ideia de transformar a data em feriado e iniciou a tradição de homenagear os professores no dia 15 de outubro, em referência ao decreto de D. Pedro I. A ideia surgiu porque o período letivo do segundo semestre escolar era muito longo, ia de 1 de junho a 15 de dezembro, com apenas dez dias de férias em todo o período. Cansados, literalmente, um pequeno grupo de quatro educadores, liderados por Samuel Becker, teve a ideia de organizar um dia de folga, para amenizar a estafa. O dia também serviria como uma data para se analisar os rumos do restante do ano letivo. Foi então que o professor Becker sugeriu que esse encontro acontecesse no dia 15 de outubro.

A sugestão foi aceita e a comemoração teve presença maciça de professores e alunos, que levavam doces de casa, para uma pequena confraternização. O discurso do professor Becker, além de ratificar a idéia de se manter na data um encontro anual, ficou famoso pela frase “Professor é profissão. Educador é missão”.

A celebração, que se mostrou um sucesso, espalhou-se pela cidade e pelo país nos anos seguintes, até ser oficializada nacionalmente como feriado escolar pelo Decreto Federal 52.682, de 14 de outubro de 1963. O Decreto definia a essência e razão do feriado: “Para comemorar condignamente o Dia do Professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias”.

Fonte: Secretaria de Educação do Estado de São Paulo

dia-do-professor1

Atividades sobre o Meio Ambiente em 2013 – Escola Ulmerindo Machado

Deixe um comentário

Veja as atividades realizadas pela Escola Ulmerindo Machado

Alunos plantando mudas, na escola.

Alunos plantando mudas, na escola.

Passeio ecológico.

Passeio ecológico.

Trabalhando e colocando em prática a importância de cuidarmos o meio ambiente.

Trabalhando e colocando em prática a importância de cuidarmos o meio ambiente.

Escola Inspetor João Ferraz realiza atividades internas na Semana Farroupilha (2013)

Deixe um comentário

Na Semana Farroupilha, a Escola Inspetor João Ferraz também realizou uma atividade interna em comemoração ao Dia do Gaúcho. Foram realizadas a construção da barraca, que no dia foi utilizada para ser feito o arroz de carreteiro, além da apresentação de dança das meninas da 7ª e 8ª série. Também foram realizadas algumas atividades comandadas pelo professor Lauderi e demais professores, além da ideia dos próprios alunos em organizar outras atividades recreativas.

Mais curiosidades sobre a Cultura Gaúcha

Entre abril de 1948 e junho de 1954 foram criados 38 Centros de Tradições no Estado. Sempre em núcleos urbanos, como é a característica clara do tradicionalismo. Nenhuma região ficou imune a essa cruzada nativista. Os CTGs surgiram nas regiões coloniais de predominância de descendentes de alemães e italianos com a mesma intensidade como surgiram nas Missões, no Planalto, no Sul e na Fronteira Oeste. A demora de surgimento de CTGs no Litoral Norte é explicada pela baixa concentração urbana das cidades ali existentes, naquele período.

Festa Tradicionalista da Escola Ulmerindo Machado (2013)

Deixe um comentário

SAM_0408Neste ano, a escola Ulmerindo Machado mais uma vez realizou sua tradicional festa do dia do gaúcho, que anualmente ocorre próximo a data prevista da semana farroupilha, já de tradição do educandário. A festa ocorrida no dia 13 de setembro teve atividades variadas, como brincadeiras, jogos, exposição do recanto gaúcho – onde era representado por diversos adornos da cultura gaúcha – e demonstrações da escola, além da visita do CTG de Boa Vista das Missões, que apresentou algumas danças para os demais presentes.

Nesta festa contamos com a presença do CTG da Boa Vista das Missões, com belíssimas apresentações.

Nesta festa contamos com a presença do CTG da Boa Vista das Missões, com belíssimas apresentações.

Festa Tradicionalista UM 2A escola Ulmerindo Machado contou com a apresentação da dança “Rancheira de Carreirinha”, comandada pelo aluno da Escola José Bonifácio Cleiton Bagestão e pela ex-aluna Kalindy Vezaro. A dança em questão apresentada pelos alunos faz parte do que chamamos de “Danças Tradicionais Gaúchas”, impregnadas pelo verdadeiro sabor da cultura do Rio Grande do Sul, como mencionado por Paixão Côrtes e Barbosa Lessa, dois dos maiores responsáveis pela divulgação e difusão da cultura gaúcha de um modo geral. As danças foram representadas com empenho, visto a dificuldade de se aprender em pouco tempo, devido à quantidade de movimentos e sapateios. Os alunos realizaram os ensaios e em pouco tempo atingiram um bom nível técnico, pois com esforço tudo se conquista. Parabéns ao aluno da 8ª série Cleiton Bagestão da Escola José Bonifácio, juntamente com a ex-aluna Kalindy Vezaro, que realizaram os ensaios, proporcionando cultura e aprendizado aos alunos dos anos iniciais. A direção da escola agradece a todos os presentes pela participação, além do empenho de todos da comunidade escolar que se motivaram e proporcionaram mais uma vez a realização desse evento.

Outros momentos da festa:

Este slideshow necessita de JavaScript.


Danças Tradicionais Gaúchas

Rancheira de carreirinha

Barbosa Lessa

Vem cá, vem cá,
minha linda gauchinha,
Pra nós ‘dançá’
rancheira de carreirinha [repete]

Nesta parte a dança é fácil
porque só se tem que rancheirar,
mas depois já se complica,
por isso eu vou lhe explicar:
leve um pé bem para o lado,
junte o outro pé e repita este passo;
dê depois a carreirinha
mas não vá ‘perdê’ o compasso!

Um passo e outro
E agora a carreirinha
Pra o outro lado
Esta parte é puladinha [repete]

Esta dança é muito fácil
só tem que cuidar a carreirinha
pois se o índio se descuida
pisa ‘os pé’ da gauchinha.
E agora, minha gente,
vamos todo o mundo ‘arrodear’,
mas se alguém tiver vontade
que se prenda a sapatear.

Dia da Criança na Escola Inspetor João Ferraz (2013)

Deixe um comentário

Dia da Criança 1No dia da criança, foram realizadas atividades variadas na escola Inspetor João Ferraz. Foram feitas rifas para conseguir arrecadar verba para os brinquedos e algodão doce. Agradecimento em especial a professora Nirlei Chaves que conseguiu o patrocínio das premiações, além dos demais professores e membros da comunidade escolar.

Older Entries