Início

Sete Passos para o Controle do Ego

Deixe um comentário

SETE PASSOS PARA O CONTROLE DO EGO

1. Pare de se sentir ofendido.

O comportamento de outras pessoas não é motivo para se sentir imobilizado.
Existe a ofensa apenas quando você se enfraquece.
Se procurar por situações que o aborreça, as encontrará em cada esquina.
É o ego no controle convencendo você que o mundo não deveria ser do jeito que é.
Mas é possível tornar-se um observador da vida e alinhar-se com o Espírito da Criação universal.
Não se alcança o poder da intenção sentindo-se ofendido.

Procure erradicar, de todas as formas possíveis, os horrores do mundo que emanam da identificação maciça do ego, e esteja em paz.
A paz está em Deus e você que é parte Dele só retorna ao lar em Sua paz.
O Ser está em Deus e você que é parte Dele só retorna ao lar em Sua paz.
Ficar ofendido cria o mesmo tipo de energia destrutiva que a princípio o feriu, e leva a agressão, ao contra-ataque e a guerra.

2. Abandone o querer vencer.

O ego adora nos dividir entre ganhadores e perdedores.
A busca pela vitória é a forma infalível de evitar o contato consciente com a intenção.
Por quê? Porque basicamente é impossível vencer sempre.
Algumas pessoas serão mais rápidas, mais sortudas, mais jovens, mais fortes e mais espertas que você e acabará se sentindo insignificante e sem valor diante delas.

Você não se resume as suas conquistas e vitórias.
Uma coisa é gostar de competir e se divertir num mundo onde vencer é tudo, mas não precisa ser assim em seus pensamentos.
Não há perdedores num mundo onde todos compartilham da mesma fonte de energia.
Só se pode afirmar que, em determinado dia, sua atuação esteve num certo nível comparada a outras.
Mas cada dia é diferente, com outros competidores e novas situações a serem consideradas.
Você continua sendo a infinita presença num corpo que está a cada dia ou a cada década, mais velho.

3. Abandone o querer estar certo.

O ego é a raiz de muitos conflitos e desavenças porque o impulsiona julgar as pessoas como erradas.
Quando a pessoa é hostil, houve uma desconexão com o poder da intenção.
O Espírito de Criação é generoso, amoroso e receptivo; e livre de raiva, ressentimento ou amargura.
Cessar a necessidade de ter razão nas discussões e nos relacionamentos é como dizer ao ego:
“Não sou seu escravo. Quero me tornar generoso. Quero rejeitar a necessidade de ter razão.

Dê a oportunidade de se sentir bem dizendo a outra pessoa que ela está certa e agradeça-a por lhe direcionar ao caminho da verdade”.
Ao deixar de querer ter razão, você fortalece a conexão com o poder da intenção.
Mas fique atento, pois o ego é um combatente determinado.

Tenho visto pessoas terminarem lindos relacionamentos por apego a necessidade de estarem certas.
Preste atenção à vontade controlada pelo ego.
Quando estiver no meio de uma discussão, pergunte a si mesmo; “Quero estar certo ou ser feliz?”
Ao optar por ser feliz, amoroso e predisposto espiritualmente, a conexão com a intenção se fortalecerá.
Esses momentos expandem novas conexões com o poder da intenção.

A Fonte universal começará a colaborar com você para uma vida criativa ao qual foi predestinado a viver.

4. Abandone o querer ser superior.

A verdadeira nobreza não é uma questão de ser melhor que os outros.
É uma questão de ser melhor ao que você era.
Concentre-se em seu crescimento, consciente de que ninguém neste planeta é melhor que ninguém.
Todos nós emanamos da mesma força de vida criadora.

Todos temos a missão de realizar nossa pretendida essência, tudo que precisamos para cumprir nosso destino está ao nosso alcance.
Mas nada é possível quando nos sentimos superiores aos outros.
É um velho ditado e, todavia, verdadeiro: somos todos iguais aos olhos de Deus.

Abandone a necessidade de sentir-se superior, perceba a expansão de Deus em cada um.
Não julgue as pessoas pelas aparências, conquistas, posses e outros índices do ego.
Ao projetar sentimentos de superioridade retorna a você sentimentos de ressentimentos e até hostilidade.
Esses sentimentos são veículos que os levam para longe da intenção.
A distinção sempre leva a comparações.

Baseia-se na falta vista no outro, e se mantém pela procura e ostentação das falhas percebidas.

5. Deixe de querer ter mais.

O mantra do ego é “mais”.
Ele nunca está satisfeito.
Não importa o quanto conquistou ou conseguiu, o ego insiste que ainda não é o suficiente.
Ele põe você num estado perpétuo de busca e elimina a possibilidade de chegada.

Na realidade, você já está lá e a forma que opta para usar esse momento presente da vida é uma escolha.
Ao cessar essa necessidade por mais, as coisas que mais deseja começam a chegar até você.
Sem o apego da posse, fica mais fácil compartilhar com os outros.
Você percebe o pouco que precisa para estar satisfeito e em paz.
A Fonte universal é feliz nela mesma, expande-se e cria vida nova constantemente.

Nunca obstrui suas criações por razões egoístas.
Cria e deixa ir.
Ao cessar a necessidade do ego de ter mais, você se unifica com a Fonte.
Como um apreciador de tudo que aparece, aprende a lição poderosa de São Francisco de Assis:
“É dando que se recebe”.
Ao permitir que a abundância lhe banhe, você se alinha com a Fonte e deixa essa energia fluir.

6. Abandone a idéia de você baseado em seus feitos.

É um conceito difícil quando se acredita que a pessoa é o que ela realiza.
Deus compõe todas as músicas.
Deus constrói todos os prédios.

Deus é a fonte de todas as realizações.
Posso ouvir os egos protestando em alto e bom som.
Mas, vá se afinizando com essa idéia.
Tudo emana da Fonte!
Você e a Fonte são um só! Você não é esse corpo ou os seus feitos.

Você é um observador.
Veja tudo ao seu redor e seja grato pelas habilidades acumuladas.
Todo crédito pertence ao poder da intenção, o qual lhe fez existir e do qual você é uma parte materializada.
Quanto menos atribuir a si mesmo suas realizações, mais conectado estará com as sete faces da intenção, mais livre será para realizar e muito aparecerá em seu caminho.
Quando nos apegamos às realizações e acreditamos que as conseguimos sozinhos abandonamos a paz e a gratidão à Fonte.

7. Deixe sua reputação de lado.

Sua reputação não está localizada em você.
Ela reside na mente dos outros.
Você não tem controle algum sobre isso.
Ao falar para 30 pessoas, terá 30 imagens.
Conectar-se com a intenção significa ouvir o coração e direcionar sua vida baseado no que a voz interior lhe diz.
Esse é o seu propósito aqui.

Ao preocupar-se demasiadamente em como está sendo visto pelos outros, mostra que seu Ser está desconectado com a intenção e está sendo guiando pelas opiniões alheias.
É o seu ego no controle.

É uma ilusão que se levanta entre você e o poder da intenção.
Não há nada a fazer, a não ser que você se desconecte da fonte de poder convencido de que seu propósito é provar o quão poderoso e superior é, desperdiçando sua energia na tentativa de obter uma reputação maior entre outros egos.
Faça o que fizer, guie-se sempre pela voz interior conectada e seja grato à Fonte.

Atenha-se ao propósito, desapegue-se dos resultados e assuma a responsabilidade do que reside dentro de você: seu caráter.
Deixe os outros discutirem sobre a sua reputação, isso não interessa.

© 2008 Direitos Autorais Dr. Wayne W Dyer

http://www.luzdegaia.org/aajuda/itextos/sete_ego.htm

Pró-Letramento/Alfabetização e Linguagem (2011)

Deixe um comentário

 

O Pró – Letramento é um programa de formação continuada, desenvolvido pelo MEC, em parceria com Universidades e adesão das Secretarias de Educação, aos professores em exercício nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Este programa aconteceu em nosso município São Pedro das Missões, na área de Alfabetização e Linguagem, junto a 10 professores cursistas desde fevereiro deste ano, após período de formação à tutora, em outubro de 2010 no município de Santa Maria através da Universidade Federal (UFSM). Estes períodos de formação aconteceram também em maio, agosto e setembro do corrente ano, concomitantemente com a formação dos cursistas em nosso município, formação esta que se concluiu em outubro deste ano.

O programa de Formação Continuada em alfabetização e linguagem em nosso município tem se baseado, sobretudo, na reflexão sobre nossas ações, enquanto alfabetizadores. Com base no conteúdo dos fascículos, (material de apoio oferecido pelo MEC), foi acrescido nosso embasamento teórico. A partir deste referencial surgiram no grupo de formação, várias indagações, levantamento de opiniões e surgimento de novas ideias para o redirecionamento e aperfeiçoamento de nossas práticas pedagógicas. Houve troca de informações, partilha de ideias, métodos e atividades práticas, voltando-se bastante para a ludicidade e desenvolvimento do hábito pela leitura.

Como já mencionado, este é um programa de formação continuada, pois toda e qualquer atividade profissional, nos dias atuais, exige tal formação, principalmente quando se trata da atividade de profissionais em alfabetização. Alfabetizadores devem além de formar-se, informarem-se, a fim de reelaborar seus conhecimentos, aprimorar suas competências e principalmente, obter como reflexo de tudo isso, a melhoria da qualidade de ensino, pois falar em educação continuada, no âmbito da educação atual, tem sido rotineiro e encarado com naturalidade. No entanto, é necessário que esta formação encontre em nós profissionais, acolhida para seus reais objetivos e que não aconteça somente em nível de titulação ou compensação.

Tutora do Pró – Letramento Raquel Ribas de Oliveira

Para Refletir…

Deixe um comentário

Tudo passa
Havia um homem que costumava ter em cima de sua cama uma placa escrita:
ISSO TAMBÉM PASSA…então perguntaram a ele o porquê disso.
Ele disse que era para se lembrar que, quando estivesse passando por momentos ruins,
poder se lembrar de que eles iriam embora, e que ele teria que passar por aquilo por algum motivo.
Mas essa placa também era pra lembrá-lo que quando estivesse muito feliz, que não deixasse tudo pra trás,
porque esses momentos também iriam passar e momentos difíceis viriam de novo…
E é exatamente disso que a vida é feita: MOMENTOS!
Momentos os quais temos que passar, sendo bons ou não, para nosso próprio aprendizado.
Por algum motivo…
Nunca esqueça do mais importante:
NADA É POR ACASO ! Absolutamente nada.
Por isso temos que nos preocupar em fazer a nossa parte da melhor forma possível.

Chico Xavier

Chico Xavier

Dia da Bandeira (2011)

Deixe um comentário

No dia 19 de novembro, comemoramos o Dia da Bandeira. Ela representa a Pátria. Nossa bandeira foi criada no dia 19 de novembro de 1889. Devemos amar a respeitar a Bandeira Nacional pois ela representa o nosso país. Abaixo, o poema trabalhado com os alunos do 2º ano pela professora Ivone Moraes:

O verde da nossa bandeira
Nossas matas representa
Com seus rios lagos e cachoeiras
Essa é a Pátria brasileira.

O amarelo da nossa bandeira
São nossas riquezas minerais,
As pedras preciosas e o ouro
São o nosso maior tesouro.

O azul da nossa bandeira
Esse azul da cor do anil
Representa o céu maravilhoso
Do nosso querido Brasil

O branco da nossa bandeira
Representa sem igual
Paz a todos os brasileiros
E ao mundo em geral.

Salve a bandeira!

Trabalho de colagem de EVA feito pela aluna Lauren Victória de Oliveira Stumm - 2º ano, Escola Ulmerindo Machado -  Professora Ivone Moraes.

Trabalho de colagem de EVA feito pela aluna Lauren Victória de Oliveira Stumm – 2º ano, Escola Ulmerindo Machado – Professora Ivone Moraes.

Momento da oração nas escolas

Deixe um comentário

Cópia de Festa da Rádio 141

Com base no Encontro Regional de Ensino Religioso e Relações Humanas ao qual membros de nosso município estão participando, está sendo feito na rede das escolas municipais o momento da oração  do dia. Assim, antes de dar início aos trabalhos escolares todos se reúnem para fazer pedidos a agradecer por mais um dia que temos o privilégio de vivenciar. O objetivo é melhorar a convivência e a relação entre todos, bem como, atentar para a importância de termos Deus em nossas vidas.

Culto Ecumênico na Esquina Bonita (2011)

Deixe um comentário

No dia 02 de novembro, a Escola José Bonifácio realizou no pavilhão da comunidade Esquina Bonita um Culto Ecumênico, organizado pela professora Andréia Ardenghy, Margarete Vezaro e alunos da 8ª série da Escola José Bonifácio. Também estiveram presentes os alunos da Escola Ulmerindo Machado e demais professores, com apresentações referentes ao culto. Contaram com a presença do Pastor André Pereira e do Ministro da Eucaristia Vicente Postai, representando o Pároco Padre Leoclides Dallanosa. O objetivo do Culto Ecomênico para os alunos é mostrar a todos que podemos conviver independentemente de nossas escolhas religiosas e diferenças culturais, mostrar que com respeito podemos coexistir em harmonia com Deus.

Mensagem de Reflexão da Escola Ulmerindo Machado em 2011

Deixe um comentário

Estou aqui, à sua espera
Pra você me ensinar a ser feliz…
Cuide de mim…pois no futuro eu serei aquilo que você me diz!
Te querendo exatamente da maneira que me quis
Não esqueça que eu sou seu aprendiz…

Pensa com a cabeça, usa a inteligência e coração
Olha do seu lado: tanta gente teve tudo e acabou na solidão…
Cuida da semente, você vai colher aquilo que plantou…
Trata bem da gente, pois será tratado da maneira que ensinou…

Não esqueça que o tempo passa…não esqueça que já foi criança…
Que depende de você a beleza que esse mundo poder ter…
Não esqueça que o tempo passa…não esqueça que já foi criança…
Se você cuidar de mim, se você me der amor…amor vai receber!

Não se esqueça que entre nós um menino já nasceu…
Dois mil anos e ninguém seu nome esqueceu
E o que ele ensinou já é tempo de aprender:
Se você der amor…só amor vai receber!

Estou aqui, à sua espera
Pra você me ensinar a ser feliz…
Cuide de mim…pois no futuro eu serei aquilo que você me diz!
Te querendo exatamente da maneira que me quis
Não esqueça que eu sou seu aprendiz…

Não esqueça que o tempo passa…não esqueça que já foi criança…
Que depende de você a beleza que esse mundo poder ter…
Não esqueça que o tempo passa…não esqueça que já foi criança…
Se você cuidar de mim, se você me der amor…amor vai receber!

Contribuição da professora Amenaide Moura Azeredo e os alunos do 4º ano da Escola Ulmerindo Machado.

Older Entries