Início

Atividades sobre o Meio Ambiente em 2013 – Escola Ulmerindo Machado

Deixe um comentário

Veja as atividades realizadas pela Escola Ulmerindo Machado

Alunos plantando mudas, na escola.

Alunos plantando mudas, na escola.

Passeio ecológico.

Passeio ecológico.

Trabalhando e colocando em prática a importância de cuidarmos o meio ambiente.

Trabalhando e colocando em prática a importância de cuidarmos o meio ambiente.

A ORIGEM DAS QUATRO ESTAÇÕES

Deixe um comentário

Inicialmente o ano era dividido em duas partes, a saber:

1. O período quente (em latim: “ver”): era dividido em três fases: o Prima Vera (literalmente “primeiro verão”), de temperatura e humidade moderadas, o Tempus Veranus (literalmente “tempo da frutificação”), de temperatura e humidade elevadas, e o Æstivum (em português traduzido como “estio”), de temperatura elevada e baixa humidade.

2. O período frio (em latim: “hiems”) era dividido em apenas duas fases: o Tempus Autumnus (literalmente “tempo do ocaso”), em que as temperaturas entram em declínio gradual, e o Tempus Hibernus, a época mais fria do ano, marcada pela neve e ausência de fertilidade. Posteriormente, para ajustar as estações à posição exata dos equinócios e solstícios, correlacionando-as com a influência da translação associada à mudança no eixo de inclinação da Terra, convencionou-se, no Ocidente, dividir o ano em somente quatro estações. Vale a pena lembrar que certas culturas ainda dividem o ano em cinco estações, como a China. Países como a Índia dividem o ano em apenas três estações: uma estação quente, uma estação fria e uma estação chuvosa. Já no continente Africano, países como Angola só têm duas estações, a das chuvas, quente e úmida, e o cacimbo, seca e ligeiramente mais fresca, principalmente à noite.

Estações do ano no Brasil

As estações do ano no Brasil são assinaladas oficialmente nos dias dos solstícios e nos dias dos equinócios. Como o Brasil está (quase totalmente) no hemisfério sul, a primavera inicia-se em setembro, o verão em dezembro, o outono em março e o inverno em junho. Entretanto, as quatro estações propriamente ditas só existem de fato na Região Sul, nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, e nas regiões serranas de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, que ocupam pouco mais de 15% do território. Na Amazônia não há variação significativa de temperatura e pluviosidade durante o ano todo, por isso na prática não há estações do ano. Nas demais regiões, existem apenas duas estações: a estação chuvosa e a estação seca.

Fonte: Wikipedia

Definição de Meio Ambiente

2 Comentários

O meio ambiente, comumente chamado apenas de ambiente, envolve todas as coisas vivas e não-vivas ocorrendo na Terra, ou em alguma região dela, que afetam os ecossistemas e a vida dos humanos. È o conjunto de condições, leis, influências e infra-estrutura de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas. Na Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente celebrada em Estocolmo, em 1972, definiu-se o meio ambiente da seguinte forma: “O meio ambiente é o conjunto de componentes físicos, químicos, biológicos e sociais capazes de causar efeitos diretos ou indiretos, em um prazo curto ou longo, sobre os seres vivos e as atividades humanas.” A Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA) brasileira, estabelecida pela Lei 6938 de 1981, define meio ambiente como “o conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas”.
O ambiente natural se contrasta com o ambiente construído, que compreende as áreas e componentes que foram fortemente influenciados pelo homem.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Meio_ambiente

Ministério do Meio Ambiente

2 Comentários

O Ministério do Meio Ambiente (MMA), criado em novembro de 1992, tem como missão promover a adoção de princípios e estratégias para o conhecimento, a proteção e a recuperação do meio ambiente, o uso sustentável dos recursos naturais, a valorização dos serviços ambientais e a inserção do desenvolvimento sustentável na formulação e na implementação de políticas públicas, de forma transversal e compartilhada, participativa e democrática, em todos os níveis e instâncias de governo e sociedade.
A Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, que dispõe sobre a organização da Presidência da República e dos ministérios, constituiu como área de competência do Ministério do Meio Ambiente os seguintes assuntos:

I – política nacional do meio ambiente e dos recursos hídricos;
II – política de preservação, conservação e utilização sustentável de ecossistemas, e biodiversidade e florestas;
III – proposição de estratégias, mecanismos e instrumentos econômicos e sociais para a melhoria da qualidade ambiental e o uso sustentável dos recursos naturais;
IV – políticas para a integração do meio ambiente e produção;
V – políticas e programas ambientais para a Amazônia Legal; e

VI – zoneamento ecológico-econômico.
O MMA teve a sua estrutura regimental regulamentada pelo Decreto nº 6.101, de 26 de abril de 2007 que estabeleceu a seguinte estrutura organizacional

Fonte:http://www.meioambiente.gov.br/sitio/

Projeto Meio Ambiente 2011 – Escola José Bonifácio

1 Comentário

Alunos plantando mudas de árvores nas dependências da escola.

Alunos plantando mudas de árvores nas dependências da escola.

No início do II Trimestre, a Escola Municipal de Ensino Fundamental José Bonifácio, localizada na Linha Esquina Bonita, realizou em suas dependências o projeto “Educação Ambiental – Lixo na Escola”, contando com a colaboração de todos os professores e alunos do educandário. O objetivo foi despertar a consciência ecológica na comunidade escolar, buscando a tomada de decisões e atitudes para o desenvolvimento da cidadania. A Secretaria Municipal de Educação disponibilizou uma viagem  às ruínas de São Miguel para a equipe vencedora da gincana ecológica. O trabalho analisou a comunidade escolar em relação ao consumo e destino do lixo; reconhecendo as conseqüências do uso indevido do mesmo. Por isso, buscou-se entender a importância da consciência ecológica no processo de preservação e conservação ambiental, buscando a tomada de decisões e atitudes, onde foi realizado o “Dia do Desafio na Escola” (combate ao lixo) e posteriormente a gincana ecológica.

Veja também:

Projeto Meio Ambiente 2011 – Escola Inspetor João Ferraz

Ministério do Meio Ambiente

Definição de Meio Ambiente

Projeto Meio Ambiente 2011 – Escola Inspetor João Ferraz

1 Comentário

Escola Inspetor João Ferraz faz visita ao horto florestal de Palmeira das Missões

Todos juntos para a foto.

Todos juntos para a foto.

O mês de junho é lembrado como a época em que se dá mais ênfase aos cuidados que devemos ter com o Meio Ambiente, o qual tem como referência mundial e comemorativa o dia 5 de junho. Os alunos e professores da Escola Inspetor João Ferraz realizaram no dia 15 de junho um passeio ao horto florestal da Prefeitura Municipal de Palmeira das Missões, com o objetivo de conhecer as variedades de plantas ornamentais e aquisição de mudas para a escola e para os alunos. Além disso, também houve visita à Escola Agrícola Celeste Gobatto, onde puderam interagir e conhecer ainda mais sobre o tema.

 

Momentos da visita ao horto florestal.

Momentos da visita ao horto florestal.

Você sabia?

* Para fabricar 1 tonelada de papel novo é preciso 10 a 20 árvores, 10 000 litros de água e 5 Mw/hora de energia, enquanto para 1 tonelada de papel reciclado apenas é preciso 1,2 toneladas de papel velho, 2000 litros de água e 2,5 Mw/hora de energia?

Veja também:

Projeto Meio Ambiente 2011 – Escola José Bonifácio

Ministério do Meio Ambiente

Definição de Meio Ambiente

A Turminha da Reciclagem

Deixe um comentário

Palestra sobre Reciclagem para os Anos Iniciais

       A Turminha da Reciclagem é um projeto  realizado pela Fundação Aury  Luiz  Bodanese,  junto  com a Aurora Alimentos  e  com  outros parceiros, com o objetivo de educar e conscientizar  as  crianças do ensino fundamental, sobre os cuidados com o meio ambiente. O  projeto  A  Turminha da Reciclagem existe  desde  o  ano  de 1999  e  já  atingiu  mais  de  40  mil crianças  em  todo  o  Brasil  e  já  foi agraciado  com  dois prêmios importantes:  o  prêmio  Expressão Ecologia e Menção Honrosa no 1º Benchmarking Ambiental Brasileiro. Desde  o  último  ano,  em  2010,  o  projeto  foi  abraçado  pelo Sescoop/RS, e ganhou uma abrangência ainda maior. Visitou mais de 30 municípios do norte do Rio Grande do Sul, em escolas da rede pública e privada,  treinando  crianças  do  Ensino  Fundamental, nos  conceitos  de reciclagem, sustentabilidade,  respeito com o meio ambiente, mostrando que com simples ações do dia a dia, podemos  salvar o planeta. O projeto possui uma linguagem simples, clara e lúdica, capaz de envolver crianças e adultos. Nas escolas visitadas, o projeto chega até as crianças através da palestra e divulgação do projeto, com distribuição do material  educativo, composto  por livros,  adesivos,  CD,  lixeiras  para  a separação de lixo e a carteirinha da Turminha da Reciclagem, conveniada com  livrarias que concedem descontos às crianças que protegem o meio ambiente. Após,  as  escolas  participantes  do  projeto,  amarram  o compromisso de levar A Turminha da Reciclagem para a sociedade onde a escola  está  inserida,  através  de  ações  comunitárias  de preservação  e conscientização. Nosso objetivo é  transformar as crianças em agentes de mudança da  família, da escola e da comunidade.

Palestrante de Sarandi falando às crianças sobre as questões da reciclagem.

Adesivo da Turminha da Reciclagem distribuído aos alunos.


Older Entries